Futebol é o ópio do povo

Foi Nelson Rodrigues que disse isto? Não importa e não estou a fim de pesquisar. Mas o que quero comentar mesmo é a frase “O futebol é a coisa mais importante das menos importantes” atribuída ao Milton Neves.

É ou não é importante?

Vira e mexe surge este debate entre amigos que não gostam de futebol, principalmente em grupos de WhatsApp. Futebol é uma diversão como qualquer outra. As mulheres gostam de novela. Que diferença a novela faz na vida delas? A mesma que o futebol. Tem homens que gostam de histórias em quadrinhos. Eu acho uma infantilidade sem tamanho, mas é gosto. E a importância é a mesma que o futebol. Mas como o futebol monopoliza a atenção de bilhões de pessoas, se torna uma diversão importante. É que disse que o lazer não faz parte da vida das pessoas? Ou fomos criados apenas para trabalhar, comer e dormir? Cada um tem a sua distração. Eu prefiro um jogo de futebol a uma série no Netflix.

Ah, mas envolve muito dinheiro…

E o que não envolve dinheiro? Reclamar que um jogador de futebol ganha milhões, enquanto uma outra pessoa que se mata de trabalhar, pega ônibus lotado e ganha uma miséria é um pensamento muito simples e cheio de ignorância. Você já parou para pensar o quanto de gente um jogador de futebol emprega diretamente? Pensa no retorno que ele dá para várias empresas. E estas empresas precisam contratar para sua produção, seja de produtos ou serviços. Pensa o quanto de dinheiro o Neymar não deve movimentar no mercado. Se ele ganha milhões deve gerar centenas de milhões para o mercado que o rodeia e o patrocina. E você com o seu trabalho, contribui para que?

O futebol deixa as pessoas malucas

E isso é culpa do futebol? A política deixa as pessoas malucas, o poder e até a religião. É óbvio que abomino os idiotas travestidos de torcedores que vão ao estádio e saem as ruas apenas para brigar com alguém que torce para um time diferente do seu. Mas este é um nível de imbecilidade altíssimo. Tem pessoas que faltam ao trabalho, fazem sacrifícios para assistir o seu time. Cada um é cada um. Eu mesmo, enquanto faço o meu curso SEO para afiliados, estou assistindo algum jogo. Um olho aqui e outro lá.

Tudo tem a ver com o uso que as pessoas fazem. O futebol, como um esporte, deveria unir países e pessoas. Mas o que se vê, na maioria das vezes, infelizmente e mesmo dentro de campo é o incentivo à malandragem, ao oportunismo. Poucas vezes vemos atitudes honestas dentro de um campo, por exemplo, quando um juiz marca algo errado e o jogador do próprio time beneficiado admite o erro. Atitudes como esta em um esporte com tamanha visibilidade traria um efeito cascata de exemplos positivos para o mundo.

Isso não é importante?

Preste atenção neste vídeo:

Por ser uma diversão de proporções mundiais é que temos cenas lindas como esta. O mundo se une para apoiar um time de uma cidade pequena, que poderia ser desconhecida para muitos. O futebol também serviu para dar alegria ao povo do Haiti, quando jogadores da seleção brasileira desfilaram por lá. Um país que passou por guerras sorriu quando viu ídolos de perto.

Resenha

Futebol é mais do que diversão sim. Nem todos são obrigados a gostar. Mas gera conversas, risadas, este blog, muita receita e empregos para vários setores. Além de proporcionar atividade física e amizade. Sim, poderia ser usado para um bem maior coletivo. O futebol não é o problema. O problema é o ser humano.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *