Majestoso

De majestoso o clássico de domingo não teve nada. Jogo ruim, feio. Que falta faz um Muller, um Cafu, Raí, Marcelinho Carioca, Neto. A coisa mais legal do jogo, que remeteu aos velhos tempos, foi a comemoração do Maicon no gol do São Paulo, imitando uma galinha. Mas nem isso pode mais. O mundo tá chato, o futebol está chato.

O jogo

Mas vamos falar do jogo. Morumbi lotado, mais de 50 mil torcedores. Mas o futebol foi nota 6. O primeiro tempo foi de dar dó, de ambos os lados. O Corinthians jogou, e vem jogando, como time pequeno. Se fechou todo, todo atrás da linha de meio de campo. O São Paulo buscava mais o jogo, mas sem objetividade e finalização. O Maicon deu uns sustos e insistia nos lançamentos longos, que não davam em nada. Ao final do primeiro tempo, a dupla Junior Tavares e Luiz Araújo começaram a dar um pouco de trabalho para a defesa corinthiana, mas foi só.

Segundo tempo

Veio o segundo tempo e com ele um pouco mais de gás e vontade por parte do São Paulo. Que logo resultou em gol. E, da parte do São Paulo foi só. Lance de bola parada, jogada ensaiada e o Maicon mete bola e goleiro Cássio pra dentro do gol. Pó Pó Pó Pó Pó. E dá-lhe cartão amarelo.

A partir daí o Corinthians saiu pro jogo. E marcou. Jô, sozinho na área, na falha de Rodrigo Caio. Dava tempo dele subir, olhar, escolher o canto e cabecear. Falha individual. E ficou nisso.

E o futuro?

Já deu para perceber que o São Paulo só tem um time e não tem peças de reposição à altura. Não joga o Cueva não tem jogada de ataque. Gostei mais da marcação ontem, com o Jucilei fixo. O Araruna também me pareceu uma opção a ser considerada para a lateral direita. Mostrou serviço e marcação. Não apoiou tanto, mas o Thiago Mendes fazia essa função pela direita. Já o ataque parecia perdido. Ninguém para começar a jogada. O Wellington Nem até que tentou, esforçado e bom no drible curto, mas não é a função dele. O Rogério tem que achar um substituto urgente para o Cueva, que ficará fora de mais jogos, pois é titular absoluto da seleção do seu país. Como já falei anteriormente, dê mais chance para o Lucas Fernandes ou o Shaylon. No jogo de quarta-feira, como já está classificado, seria uma boa fazer o teste.

O Corinthians está na dele. Jogou boa parte do jogo como time pequeno, mas é o que tem pra hoje. E, desta forma, vem pontuando. 1×0 aqui 1×0 ali… O Jadson ainda está fora de forma ou de ritmo. E falta alguém de qualidade ao seu lado. Assim como um atacante. O Jô vem marcando seus golzinhos, especialmente em clássicos. Mas é muito pouco se o time quiser crescer.

Será que um dos dois chegará até a final do paulistinha?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *